Budapeste - O castelo Buda (ou o dia em que a minha máquina caiu ao chão)

março 24, 2016 Sofia Ferreira 1 Comments

Os primeiros dias em Budapeste foram passados a conhecer as pessoas do intercâmbio e os hospitais onde iamos estagiar. Sobre o hospital, o serviço de Cirurgias de Transplantes, tive uma experiência mesmo muito má, essencialmente a segurar paredes. E queriam que o fizesse-mos o dia todo. Escusado será dizer que achamos aquilo ridículo e, felizmentem conseguimos mudar de serviço. As tardes eram passadas em atividades organizadas pelos estudantes húngaros. Uma tarde fizemos um peddy-papper por Budapeste, muito giro, onde passamos em vários locais como a praça Elisabeth, catedral de São Estevão, Museu Nacional e ilha Margaret. 
Noutra tarde visitamos o castelo Buda, igreja Mathias e Bastião dos Pescadores. Para mim será sempre recordada como dia em que quase fiquei sem a minha máquina fotográfica, já que esta caiu ao chão. Miracolosamente, e depois de um minuto de suspense ela continou a funcionar como se nada tivesse acontecido.



Nós fomos de autocarro até à margem Buda e paramos junto ao local onde se apanha o funicular. Mas não, nós subimos a pé e devemos ter demorado uns 20 minutos (também já era perto das 5 da tarde logo já não estava tanto calor.. estavam uns 35 graus)





E assim chegámos ao local onde se encontra a estátua do príncipe de Eugénio de Savoy, onde aproveitámos e tiramos uma foto do grupo.



Ar de acabada depois da subida


De seguida passámos pela Fonte Mathias e pela estátua Csikós






Para chegar à igreja Mathias e ao Bastião dos Pescadores, passamos por algumas ruas deste ditrito, onde existem vários restaurantes e lojas de Souvenirs (que, aviso já, são extremamente caros).





Já no Bastião dos Pescadores existe também um restaurante/bar, com uma vista absolutamente deslumbrante (vá.. paga o preço de 5 euros do café).







Por fim descemos e passamos por uns jardins muito bonitos (que eu confesso que não sei o nome, mas hei de descobrir), mas como já era um pouco tarde não tirei fotos, e fomos relaxar para a praça Erzsébet.



Faz parte de um dos meus maiores arrependimentos não ter explorado os interiores do Castelo Buda, como a Galeria Nacional, o Museu de História e a Biblioteca Nacional Széchényi, considerada uma das bibliotecas mais bonitas do mundo. Portanto, se forem a Budapeste, façam-me esse favor e vão lá! Como eu e um grupo de pessoas achamos que passamos muito pouco tempo neste distrito de Buda, voltamos a alguns locais noutro dia.
Até à próxima
xoxo

1 comentário: