segunda-feira, 11 de julho de 2016

CAMPEÕES!!!!!! CONTRA TUDO E CONTRA TODOS


Eles não sabem que o sonho
É uma constante da vida
Tão concreta e definida
Como outra coisa qualquer


Eles não sabem, nem sonham,
que o sonho comanda a vida,
que sempre que um homem sonha
o mundo pula e avança
como bola colorida
entre as mãos de uma criança.

Foi certamente uma das noites mais emocionantes para todos os portugueses. Sabíamos que não íamos como favoritos, que ia ser difícil. Aos 6 minutos recebemos o primeiro golpe, cruel, que lesionou o nosso Ronaldo. Ele regressou, tentou por tudo conseguir jogar, mas não conseguiu. E enquanto ele chorava, toda uma nação chorava por ver o capitão derrubado tão friamente. Nessa altura, se calhar muitos de nós, por momentos, achávamos que estava tudo perdido. Do outro lado, os franceses festejavam, porque nos chamaram "nojentos", porque a equipa não era nada sem o Ronaldo.

Fonte: captação do youtube
Mas a esperança veio nas asas de uma borboleta.
Segundo a teoria do caos, o simples bater de umas asas poderia influenciar o curso natural das coisas, como originar um tufão do outro lado do mundo.

De facto, a queda do capitão serviu como catalisador para a seleção portuguesa. Agora já não se tratava só de ganhar, agora era necessário vingar o capitão. Agora era necessário vingar todos os portugueses que foram ridicularizados, espezinhados e rebaixados por franceses arrogantes.
E assim foi. Viu-se uma seleção unida que lutou arduamente contra os franceses e um Rui Patrício a defender como se a sua vida dependesse disso



E assim continuamos, e chegamos ao fim do tempo regulamentar com um empate. Partimos, então, para prolongamento. Se os franceses achavam que iriam ter uma vitória fácil estavam redondamente enganados.
E, ao minuto 109, Éder deu-nos a lição derradeira: as coisas acontecem quando menos se espera e de quem menos se espera. O underdog da selecção, tantas vezes criticado por nós portugueses, deu-nos a maior alegria - um golo (e que golo!!). Mostrou-nos que qualquer um, por mais "insignificante" que possa parecer, faz a diferença.
E assim, pela primeira vez na história, podemos levantar a taça que há 12 anos nos foi negada.

Fonte
E para quem tinha mesmo dúvidas que Portugal merecia vencer:


No fim, a Humildade e a Perseverança, venceram a Arrogância. No fim, os franceses com tanta azia nem as luzes da seleção acenderam na torre Eiffel (embora digam que isso tem "explicação").
No fim MERECEMOS!!

2 comentários:

  1. Os franceses sao assim. Chauvinistas especialmente face aos portugueses. Vivi la em paris e senti-me descriminada tantas vezes por ser portuguesa..

    Partiu-me o coração ver o ronaldo sair, mas ele é um excelente lider e mesmo sem estar lá dentro guiou a equipa à vitória! Estou muito orgulhosa desta vitória ;)

    Beijinho
    The-not-so-girlygirl.blogspot.com

    ResponderEliminar